sexta-feira, 17 de agosto de 2012

amaleques


Primeira parte os Amaleques 

I Samuel 30
QUEM é
AMALEQUE foi neto de Esaú. Um dos príncipes de Edom. Sua descendência tornou-se uma tribo. A mais antiga tribo nômade da história. Habitou em Canaã. Teve na tribo dos cananeus uma forte aliada na resistência a Israel na conquista na Terra Prometida. Depois de atacar Israel, em inúmeras ocasiões, colocaram-se debaixo de maldição divina. O perdão de Saul ao rei Agague, rei dos Amalequitas, e a posse dos bens que deveriam ser exterminados se constituíram na reprovação divina ao reinado deste e no fracasso de sua vida familiar e ministerial. No episódio narrado em I Samuel 30 Davi está retornando de uma caminhada de 3 dias, acompanhado de 600 homens-guerreiros, num percurso de quase 100km, na terra dos filisteus (para onde tinha fugido se escondendo de Saul) de Afeca para Ziclague. Lá chegando encontrou a cidade queimada e mulheres e crianças em seqüestradas pelos amalequitas inimigos de Israel e dos filisteus.
ONDE atua

1. O ESPÍRITO AMALEQUITA ATACA A FAMÍLIA, versos 1 a 3. {Sucedeu, pois, que, chegando Davi e os seus homens ao terceiro dia a Ziclague, os amalequitas tinham feito uma incursão sobre o Negebe, e sobre Ziclague, e tinham ferido a Ziclague e a tinham queimado a fogo; e tinham levado cativas as mulheres, e todos os que estavam nela, tanto pequenos como grandes; a ninguém, porém, mataram, tão-somente os levaram consigo, e foram o seu caminho. Quando Davi e os seus homens chegaram à cidade, eis que estava queimada a fogo, e suas mulheres, seus filhos e suas filhas tinham sido levados cativos}. Quando o espírito Amalequita está atuando no seio de uma família seu propósito principal é manter as pessoas cativas como escravas. A família é o território preferido para os seus ataques. A idéia é manter as pessoas presas à mentalidade egípcia (mundana). O espírito Amalequita é um espírito de medo e opressão espiritual na família.

2. O ESPÍRITO AMALEQUITA ATACA OS LÍDERES, versos 4 a 6. {Então Davi e o povo que se achava com ele alçaram a sua voz, e choraram, até que não ouve neles mais forças para chorar. Também as duas mulheres de Davi foram levadas cativas: Ainoã, a jizreelita, e Abigail, que fora mulher de Nabal, o carmelita. Também Davi se angustiou; pois o povo falava em apedrejá-lo, porquanto a alma de todo o povo estava amargurada por causa de seus filhos e de suas filhas. Mas Davi se fortaleceu no Senhor seu Deus}. É o espírito Amalequita no meio da congregação quem promove contenda, descontentamento e divisões para difamar, fadigar, deprimir, angustiar e desmotivar os pastores e suas famílias. O espírito Amalequita é um espírito de contenda e divisão na congregação. Amar, respeitar, honrar, obedecer e interceder pelos pastores e suas famílias é um dever de todo crente que tem temor a Deus e reconhece o valor daqueles que Deus levanta para a sua obra e para o abençoar. Quando Israel estava em guerra com os amalequitas Arão e Hur sustentavam suas mãos e Israel prevalecia contra o inimigo. {Êxodo 17.9-13 Pelo que disse Moisés a Josué: Escolhe-nos homens, e sai, peleja contra Amaleque; e amanhã eu estarei sobre o cume do outeiro, tendo na mão a vara de Deus. Fez, pois, Josué como Moisés lhe dissera, e pelejou contra Amaleque; e Moisés, Arão, e Hur subiram ao cume do outeiro. E acontecia que quando Moisés levantava a mão, prevalecia Israel; mas quando ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque. As mãos de Moisés, porém, ficaram cansadas; por isso tomaram uma pedra, e a puseram debaixo dele, e ele sentou-se nela; Arão e Hur sustentavam-lhe as mãos, um de um lado e o outro do outro; assim ficaram as suas mãos firmes até o pôr do sol. Assim Josué prostrou a Amaleque e a seu povo, ao fio da espada}. Alegria ou tristeza é o que você está semeando na vida de seu líder espiritual. Qual será tua colheita? Vitórias ou derrotas? Hebreus 13.7,17,18 {Lembrai-vos dos vossos guias, os quais vos falaram a palavra de Deus, e, atentando para o êxito da sua carreira, imitai-lhes a fé. Obedecei a vossos guias, sendo-lhes submissos; porque velam por vossas almas como quem há de prestar contas delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil. Orai por nós, porque estamos persuadidos de que temos boa consciência, sendo desejosos de, em tudo, portar-nos corretamente}. Os líderes espirituais respaldam a unção!

3. O ESPÍRITO AMALEQUITA ATACA A IGREJA, versos 9 e 10. {Ao que partiu Davi, ele e os seiscentos homens que com ele se achavam, e chegaram ao ribeiro de Besor, onde pararam os que tinham ficado para trás. Mas Davi ainda os perseguia, com quatrocentos homens, enquanto que duzentos ficaram atrás, por não poderem, de cansados que estavam, passar o ribeiro de Besor}. O plano do espírito Amalequita é tornar a igreja desmotivada, acomodada, fria, cansada, desinteressada, infiel e negligente. O espírito Amalequita é um espírito de fadiga ou cansaço espiritual na congregação.
COMO atua

1. O ESPÍRITO AMALEQUITA NÃO TEM O PROPÓSITO DE MATAR, MAS DE ENFRAQUECER PARA COMPROMETER O CRESCIMENTO, I Samuel 15.1-3,7-10,11,23b {1 Disse Samuel a Saul: Enviou-me o Senhor a ungir-te rei sobre o seu povo, sobre Israel; ouve, pois, agora as palavras do Senhor. Assim diz o Senhor dos exércitos: Castigarei a Amaleque por aquilo que fez a Israel quando se lhe opôs no caminho, ao subir ele do Egito. Vai, pois, agora e fere a Amaleque, e o destrói totalmente com tudo o que tiver; não o poupes, porém matarás homens e mulheres, meninos e crianças de peito, bois e ovelhas, camelos e jumentos.  Depois Saul feriu os amalequitas desde Havilá até chegar a Sur, que está defronte do Egito. E tomou vivo a Agague, rei dos amalequitas, porém a todo o povo destruiu ao fio da espada. Mas Saul e o povo pouparam a Agague, como também ao melhor das ovelhas, dos bois, e dos animais engordados, e aos cordeiros, e a tudo o que era bom, e não os quiseram destruir totalmente; porém a tudo o que era vil e desprezível destruíram totalmente. Então veio a palavra do Senhor a Samuel, dizendo: Arrependo-me de haver posto a Saul como rei; porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e clamou ao Senhor a noite toda. Porquanto rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejeitou, a ti, para que não sejas rei}. O espírito Amalequita compromete a unção, e as conquistas da vida pessoal, familiar e ministerial. O grande plano do diabo com relação aos crentes não é de matar {João 10. 27,28 As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem; eu lhes dou a vida eterna, e jamais perecerão; e ninguém as arrebatará da minha mão}, mas de comprometer o seu crescimento espiritual. Isto é feito por meio de obediência parcial aos mandamentos de Deus, desleixo nas práticas de dietas espirituais e na formação de alianças espúrias. Não faça alianças (sociedade) que Deus reprova: com ídolos, com ímpios, com crentes infiéis. Os amalequitas por não terem sido destruídos completamente por Saul se tornaram uma maldição para o reinado de Davi. Não faça concessões ao inimigo, pois ele não conhece a palavra temor, ética e respeito. Mais cedo ou mais tarde ele retornará ainda mais fortalecido e impiedoso.

2. O ESPÍRITO AMALEQUITA NÃO ATACA APENAS DE FRENTE EM FORMA DE CONFRONTO, MAS PELA RETAGUARDA (OS RETARDATÁRIOS) EM FORMA DE RETALIAÇÕES E DISSIMULAÇÕES, Deuteronômio 25.15-19 {Terás peso inteiro e justo; terás efa inteira e justa; para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá. Porque é abominável ao Senhor teu Deus todo aquele que faz tais coisas, todo aquele que pratica a injustiça. Lembra-te do que te fez Amaleque no caminho, quando saías do Egito; como te saiu ao encontro no caminho e feriu na tua retaguarda todos os fracos que iam após ti, estando tu cansado e afadigado; e não temeu a Deus. Quando, pois, o Senhor teu Deus te houver dado repouso de todos os teus inimigos em redor, na terra que o Senhor teu Deus te dá por herança para a possuíres, apagarás a memória de Amaleque de debaixo do céu; não te esquecerás}. A marca notória de atuação do espírito Amalequita é a retaliação covarde (revidar com represálias e vingança igual ao dano recebido) e a dissimulação ardilosa (atuar com fingimento, disfarce escondendo as reais intenções e sentimentos).
QUANDO o vencemos

Nenhum comentário: